Friday, May 20, 2016

Münsterland - A Rota dos 100 Castelos - Schloss Westerwinkel

No início de abril, a mae de namorido veio nos visitar por uma semana. E na sexta & sábado, fomos na regiao de Münsterland, mais precisamente descobrir a rota dos 100 castelos (apesar que nós nos dedicamos a somente 6 - os outros 94 ficam para uma próxima vez, hihihi).

Para decidir sobre o roteiro, dei uma boa investigada no site oficial de turisto de Münsterland - mais precisamente a rota dos 100 castelos, e li o artigo 'Münsterland - A Rota dos 100 Castelos' no blog da minha xará Angela, do 'Por Que Nao Travels?' (obrigada, Angela, adorei as dicas!).

Os castelos que decidimos visitar foram o Schloss Westerwinkel (em Ascheberg), o Schloss Nordkirchen (em Nordkirchen), o Schloss Raesfeld (em Raesfeld), o Jugendburg (em Borken), o Romantik Parkhotel Wasserburg Aholt (em Isselburg) e o Museum Schloss Moyland (em Bedburg-Hau).

O estacionamento do Schloss Westerwinkel fica uns 10 minutos de caminhada do castelo propriamente dito. Do lado do castelo, há um campo de golfe e um restaurante/café (que, no horário da manha em que estivemos, ainda estava fechado).
A visita externa ao castelo é sempre possível. A visita interna é feita a partir de grupos de 8 pessoas, e somente reservando com antecedência. 

Schloss Westerwinkel: fundado no século 17.

O castelo é propriedade particular, e ainda habitado.

Ao redor do castelo, há fossos de água. No caso do Schloss Westerwinkel, os fossos foram construídos mais como decoracao (da época baroca) do que para seguranca.

A entrada principal do castelo.

Prédio em frente ao castelo, para os funcionários e estrebarias.

Torres demarcam as extremidades do castelo. Em várias janelas, telas contra mosquitos: dá para entender, tendo em vista a água em volta :-O

Ponte levadica dando acesso aos jardins.

Fundo do prédio dos funcionários. O fosso forma quase um lago nessa área.

Thursday, May 19, 2016

Sessao Pink & Floyd: Descobrindo Alergias

Em novembro do ano passado, Floyd comecou a apresentar problemas na orelha: tanto coçava ela muito com a pata, quanto sacudia a cabeça. Levamos ele para o veterinário, que analisou (tirando material da orelha e analisando no microscópio) e deu o veredito de ácaros (ear mite - nao sei se ácaros é a traducao certa).
Depois de uma limpeza acurada da orelha, com cotonetes e líquido (que, desnecessário dizer, Floyd detestou), ele ganhou medicacao (gotas na orelha). Por umas 4 semanas, o problema sumiu, mas voltou em seguida. Lá fomos nós para o veterinário novamente. Dessa vez, além de limpar os ouvidos, ela deu um remédio mais forte - que, além de ser aplicado na clínica, tinha que ser posto por nós, na orelha dele, em casa (o que ele até nao reclama tanto).
Mas, depois de umas quatro semanas, lá veio o problema novamente. Agora, além da coceira, Floyd lambia os pêlos do corpo em tamanha quantidade que, lá pelas 3 horas da manha, ele passou a vomitar (significando para nós, ou melhor, para namorido: levantar as 3 horas da manha, limpar o vômito, voltar para a cama, escutar Floyd vomitar novamente, levantar de novo, continuar limpando).
Lá fomos nós para o veterinário novamente. Dessa vez, além de limpar a orelha e mandar o material para o laboratório, ela consultou com dois veterinários (em Köln e em München) especialistas em problemas de orelha: além de darem um gel especial para ser posto na orelha (que Floyd simplemente detestou, tentou morder veterinária e assistente, e só deixou colocar a pereba dentro da orelha sedado), ambos disseram que havia uma grande probabilidade do Floyd ser alérgico a algum tipo de comida, e por isso o problema dos parasitas na orelha (sim, eu nao tinha a menor idéia que alergia alimentar podia baixar as defesas e ser um paraíso para ácaros na orelha).
E aí veio outro desafio: como descobrir a que ele tem alergia? A forma mais fácil é trocar a comida que o gato vinha recebendo, e dar algo totalmente diferente - por exemplo, comida de latinha feita de carne de canguru, búfalo ou avestruz. Compramos, testamos e nada dele comer. Compramos racao seca hipoalérgica que também nao foi aprovada pelo nosso gourmet. Entao resolvemos encarar o outro método de descobrir alergias em gatos, que é via laboratório. Através do sangue, é identificado se o gato têm alergias a vários tipos de alimento (por exemplo, salmao, atum, carne de gado, carne de galinha, etc.) e também contra coisas do ambiente (por exemplo, poeira dentro de casa). E quando recebemos o resultado, veio a fonte da alergia: carne de gado.
E lá vamos nós procurar comida de gato sem carne de gado. Para nossa surpresa, há em tudo: até em latinhas de comida de gato contendo atum ou salmao. E também em biscoitinhos de gato. As comidas mais caras, que sao as que possuem carne de boa qualidade e sem restos de carne de gado, nao foram aprovadas pelo nosso gatinho - como ele se acostumou com comidas de sachet com molho ou gelatina, ele torce o nariz para qualquer comida em formato de patê (que é a consitência das comidas mais caras) ou comidas cozidas pela gente mesmo.
Por sorte, depois de uma intensa procura pela internet e pelas pet shops, descobrimos uma marca que tem ampla variedade de comida de gato sem carne de gato: Miamor Ragout Royal. Com bom preco e boa qualidade, finalmente o nosso pequeno gourmet comecou a comer bem novamente. Quanto a racao, depois de experimentarmos 4 tipos diferentes de hipoalérgicas, encontramos uma da Royal Canin, vendida pelo veterinário, que também foi aprovada.
No início, tentamos dar um tipo de comida para o Floyd e outra para o Pink. Mas como tínhamos que cuidar o tempo inteiro que Floyd nao decidisse comer a comida do Pink, decidimos pôr ambos na dieta hipoalergênica - e, gracas, Pink aprovou a comida também.
Agora já fazem quase dois meses desde que trocamos a comida pela hipoalérgica, e o problema na orelha se estabilizou. Gracas! Ainda precisamos ir novamente com ele na veterinária para vermos se a orelha está limpa e sem ácaros, mas ele nao coça nem sacode a cabeca, o que é um ótimo sinal!

Nosso querido...

... gatinho alérgico em acao :-)

Oie!

Wednesday, May 18, 2016

Sessao Quebra-Cabecas: Schweriner Schloss

Dos meus sogros (thanks, J. & J. :-)  ), eu ganhei o quebra-cabecas 'Schweriner Schloss', ou Castelo de Schwerin. O castelo fica na regiao de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, na Alemanha. E para quem nunca tinha ouvido falar antes desse castelo (assim como eu, hihihi), sim, quebra-cabecas também é cultura :-)

O lindo castelo de...

... Schwerin, também conhecido como 'Neuschwanstein do Norte'.

Monday, May 16, 2016

O Coelhinho...

... da Páscoa, esse ano, me trouxe trufas em formato de ovinhos: de champanhe, de amoras, de chocolate e de côco. Nhac-nhac!

Da confeitaria Lammerskötter - patrocinadas por Coelinho-Namorido :-)
Joaninha Bacana recomenda!

Sunday, May 15, 2016

Em Busca dos Narcisos Perdidos (De Novo)

Em 2013, nós estivemos em busca do vale dos narcisos em Kelmis - e nao encontramos...
Esse ano, decidimos tentar novamente, e dessa vez seguimos as recomendacoes da minha amiga a risca: e encontramos o vale :-) Infelizmente fomos no finalzinho de marco e jah foi um pouco tarde demais: varios narcisos jah tinham murchado. Mas agora que sabemos o caminho, em 2017 vamos com certeza novamente :-)

Para chegar lá, as instrucoes sao as mesmas que eu dei em 2013: seguir a Lütticher Str. em Kelmis (Bélgica) e estacionar onde o Chemin d'Emmaburg comeca. Segue-se a pé pelo Chemin d'Emmaburg até chegar-se a uma pontezinha (à direita do caminho). Segue-se pela pontezinha, e pega-se o caminho à direita. E aí é caminhar, caminhar, caminhar. Até o campo de narcisos precisa-se uns 40 minutos.


No meio da caminhada, já é possível avistar narcisos aqui e ali :-)

Em uma parte, há um caminho de madeira levando na direcao certa.

Do caminhao de madeira, é possível avisar a entrada da mina Oskarstollen a beira do riacho Lontzenerbach - uma antiga mina de zinco e chumbo ativa entre 1867 e 1932. Aparentemente, havia várias minas de zinco e chumbo nessa regiao da Bélgica.

 
A savana no meio da floresta.  

Um tunelzinho cortando o tronco de uma árvore :-)

Chegando a um grande campo, olhamos para a esquerda e...

... ta-raaaan: finalmente encontramos o grande campo de narciso :-)

 Como eu disse, já estava quase no final do período deles, e vários estavam murchos, mas mesmo assim...

 ... é lindo de se ver :-)

Linda caminhada, com certeza vamos repetir :-)

Tuesday, May 3, 2016

Sessao Pink & Floyd: No Playground


 Pink e...

 ... Floyd sobre um dos lugares prediletos de ambos: minha maleta portátil para montar quebra-cabecas :-)

 'Sim, a caixa de quebra-cabecas é minha e...

... eu adooooro me esfregar nas bordas :-)  '


'Enquanto meu irmao Pink se esfrega nas caixa, eu decido afiar minhas unhas. Nunca se sabe...

 ... quando os meus skills de caçador serao...



 ... necessários!'

'Ok, depois de toda essa bagunca, hora de um soninho - ainda sobre meu playgroud predileto :-)  '

Monday, May 2, 2016

Nosso Esquilo Acrobático

Em marco, ainda houve dias com neve. E 'alguém' decidiu atacar a comida dos passarinhos :-)

Sessao esticaaaaaa
 
 Mais um pouquinho e eu alcanco!

Ummmm, delícia de semente de girassol!

 Ok, de novo! Como eu faco mesmo para conseguir as sementinhas?

Feito, hora de ir para o topo e aproveitar o lanche.

Nhac-nhac!

Já acabou? Aonde tem mais mesmo?

 Oh sim, hora de atacar novamente!

Ta-raaaa! Dá para ver que eu coloco...

 ... qualquer bailarino no chinelo?

Segura, estica e deu: sementinhas a disposicao :-)