Sunday, March 15, 2015

Visitando o Norte da Alemanha. Parte III: Almocando em Lübeck

Lübeck foi o destino do nosso segundo dia de viagem. Mas, antes, fizemos um desvio e demos uma parada em Timmendorfer Strand, para dar uma espiadinha no Mar do Norte :-)



A praia, com suas características cadeiras protegendo contra o vento.


Chegando em Lübeck, fomos primeiro fazer o check-in no nosso hotel e sair para almocar, para depois explorarmos o centro da cidade.

Ficamos no Hotel Anno 1216. Como diz o nome, o prédio do hotel remonta a 1216!!! :-O É um dos prédios, de tijolo, mais antigos de Lübeck.

 Onde antigamente ficava uma janela, hoje é nicho para a televisao do quarto.

O banheiro, com as enormes vigas de madeira no teto.

Saindo do hotel, numa rua paralela, enormes vigas sustentando um edifício antigo contra o outro!

Para o almoco, decidimos conhecer o tradicional restaurante Schiffergesellschaf, ponto de encontro de sociedade de marinheiros, e construído em 1535.

O primeiro salao do restaurante possui várias miniaturas de barcos pendurados do teto e é, ainda hoje, ponto de encontro de capitaes de navios.

O segundo salao, mais iluminado, também possui decoracao...

... marítima por todas as paredes.

Para tomar, eu pedi um apfelschorle (suco de maca com água mineral), que veio com pequenos cubinhos de maca - delicioso :-)

E para comer, filé de salmao com camarao, espinafre e legumes.

Sunday, February 22, 2015

Visitando o Norte da Alemanha. Parte II: Hotel Zur Kloster-Mühle, em Kuhmühlen

Para passarmos a noite, escolhemos o Hotel Zur Kloster-Mühle, que fica em Groß Meckelsen/Kuhmühlen, a 65 km de distância de Bremen. O hotel fica no meio de um parque, com muito verde e silêncio - perfeito para descansar :-)


Hotel Kloster-Mühle

Na porta da esquerda, a entrada para o hotel, na porta da direita, a entrada para o restaurante.

Nosso quarto, com charmosas vigas de madeira...

... e o banheiro, com uma ducha redonda :-)

Na frente da ala onde ficavam os nossos quartos, uma mesa de abóboras, e um 'hotel de insetos' (a casinha atrás das três primeiras abóboras é um 'hotel' para os insetos passarem o inverno :-)   ).

Nos arredores do hotel, um lago e...

... muito verde, ótimo cenário para uma boa caminhada.


Além do verde, alguns animais de fazenda, como boi (com franjinha, estilo escocês :-)   )...

... e cavalos (esse, inclusive, estava cocando as costas).


À noite, jantamos no restaurante do hotel.

De amuse-bouche, peixe com um molho tipo maionese.

De entrada, namorido e eu escolhemos o mesmo: carpaccio com rúcola e queijo parmesao
[Carpaccio vom Rinderfilet mit feinem Olivenöl, Rucola und Pecorino Käse]

E a entrada do meu pai: sopa de tomate com croutons.

De prato principal, namorido e eu concordamos novamente na escolha: filé de carne de gado com cogumelos e batatas.

A carne estava ótima!

De sobremesa, cafezinho acompanhado de três bombons feitos artenasalmente no local.
[3 hadgefertigte Pralinen dazu einen Espresso]

Thursday, February 12, 2015

Visitando o Norte da Alemanha. Parte I: Bremen

No outono, meus pais vieram nos visitar em Aachen. E assim, no finalzinho de setembro, fomos juntos explorar um pouco mais do norte da Alemanha: Bremen, Lünebeck e Lüneburg :-)

O primeira parada da viagem foi Bremen. Depois de 4 horas de viagem de carro (de Aachen até Bremen), decidimos primeiro fazer um rápido pitstop para o almoco, para depois explorar a pé a praca central e o Schnoorviertel.

 Almocamos no ladinho da praca central, no Kaffeehaus Classico.

Eu pedi Strammer Max, um sanduíche nada light de pao integral, bacon e ovo frito :-) , acompanhado de salada de alface com pepino.
[Strammer Max mit gebratenen Speckwürfel, Spigelei und Salat]

Pra tomar, Apfelschorle (suco de maca misturado com água mineral). 

Depois do almoco, fomos caminhar pela praca central dessa cidade com mais de 1.200 anos, admirando a prefeitura...

... o Schütting (ponto de encontro dos antigos mercadores, cuja sede foi erguida em 1537)...

... o constraste entre o novo e o antigo, com o St. Petri-Dom...

... ao fundo.

Do lado da prefeitura, a famosa estátua dos Músicos de...

... Bremen. Acariciar as pernas do burro, com as duas maos ao mesmo tempo, aparentemente faz desejos se tornarem realidade :-) Se funciona, nao sei, mas as pernas do burro estavam bem lustradas :-)

Do outro lado da praca central, fica a Böttcherstrasse. Ao fundo...

 ... o mural dourado do Lichtbringer, de Hoetger (1936).

 As caixas de correio normalmente amarelas aqui viraram azuis :-)

No jardim interno desse prédio...

... havia várias estátuas na parede, além de uma fonte com...

... mini músicos de Bremen :-)

 Continundo pela Böttcherstrasse, a Haus des Glockenspiels. Das 12h as 18h, a cada hora, os sinos tocam uma melodia, e na lateral esquerda do prédio (nao aparece nessa foto) há um mural na parede que se abre e vai mostrando figuras. Como comecou a chuviscar, e ainda faltava bastante para uma hora cheia, decidimos nao esperar. 

Indo em direcao ao Schnoorviertel, mais exemplos do antigo incrustado no novo :-)

 E chegamos ao Schnoorviertel, com suas casinhas fofas e...

... ruazinhas cheias de charme :-)

Tuesday, January 27, 2015

Sessao Quebra-Cabeca: O Prédio, de Jan van Jaasteren.

Eu adoro os quebra-cabecas do Jan van Jaasteren. Em todos há alguns elementos que se repetem: o Nicolaus, a barbatana de tubarao, as garras e o rabo de um gato, ....  É só montar e encontrar :-)





Monday, January 26, 2015

Vapt-e-Vupt em Bruges: Jantar, Passear, Dormir. Parte II

Depois do jantar, fomos dar uma caminhada pelas ruas de Bruges. Mesmo estando ainda no finalzinho do verao, à noite as ruas estavam desertas, sem a característica massa de turistas que circula pelo dia. Delícia caminhar devagarinho, apreciando a linda Bruges e curtindo o cenário com calma!

Na frente do nosso hotel...

... um dos típicos canais.

Olá, Sr. Cisne :-)

À noite, a cidade...

... se ilumina.

Prédio de 1614 e...

... e 1608.

Caminhando por ruazinhas estreitas, a cidade...

... ganha ares de mistério :-)

Uma das pracas ao lado da praca central...

... com um grande café e restaurante.

Mesmo sendo bem tarde, algumas lojas de doces e chocolates ainda estavam abertas.

Típico produto de Bruges: tecidos, bordados, rendas e almofadas.

Achei essa almofada do cachorro muito engracada :-)


No dia seguinte, tomamos café da manha no hotel, passamos na concessionária para retirar o carro de namorido e voltamos para Aachen. E assim terminou a novela das nossas mini-férias em De Haan (que foram tudo, menos relax, hihihi).

Sala do café da manha com vista...

 ... para os prédios antigos e um dos canais de Bruges.

A antiga lareira abriga o bufet do café da manha.