Wednesday, November 21, 2012

Sessao Restaurante: Hof van Cleve

Para comemorar (antecipadamente) nossos aniversários, namorido e eu fomos no restaurante Hof van Cleve (1 Michelin star 1 Michelin star), na pequena cidade de Kruishoutem.

O restaurante fica numa casa de fazenda literalmente no meio do nada (como já estava escuro quando chegamos, nao fotografei do lado de fora). Dentro, nós achamos o ambiente um pouco frio (leia-se: nada aconchegante), além de bastante formal. Apesar que o ar formal foi quebrado rapidinho com a minha câmera: eu perguntei se havia algum problema em fotografar os pratos, e recebi como resposta que nao havia problema nenhum. Entao comecei a fotografar cada prato novo que chegava. A mesa do nosso lado, me vendo em acao, se animou e de repente uma senhora sacou a câmera e tiraram váááárias fotos dos membros da família, em diferente constelacoes (o marido e a esposa, o marido a esposa e a vovó, o marido a esposa e a irma, o marido a esposa e o cunhado, e assim foi, todos se amontando num lado da mesa para ficarem bem na foto). Foi bem divertido :-D

O restaurante

As flores na nossa mesa (que flores sao essas?)

Manteigas, flor de sal e pimenta. Além disso, era possível escolher entre 6 óleos de oliva para mergulhar o paozinho dentro (amo!)

Pra tomar, escolhemos Cims de Porrera (da regiao de Priorat - adoramos!)

Ganhamos vários amuse-bouches (na foto nao parece, mas eles eram mini-porcoes) antes da entrada chegar: esse era com aipo, um ovo de codorna, e um bolinho frita

Apesar de eu nao gostar de ostras, esse era ótimo! Por dentro, ostras francesas, por fora, cream cheese de ervas.

Enguia (com algo que eu nao lembro) num caldo de atum - para minha surpresa, boooom!

Outro amuse-bouche que veio era algo asiático, com cogumelos, mas nao tirei foto e nao lembro mais :-O

Um biscoitinho de patê de caça (game) com sorvete de foie gras no topo (ótimo!)


Nossa entrada veio em duas varicaoes: essa é a versao fria - foie gras com divervas variacoes de beterraba. Pra acompanhar, torradinhas com azeite de oliva.
[duckliver Bio-Mitteault / salsify / shallot / beetroot]

E essa é a versao quente (e a minha favorita): foie gras quente (nhac-nhac!) com salsify (é uma raiz) defumada, cebola e um biscoitinho de foie gras sobre uma torradinha de nozes que estava maravilhoso :-)

Para o prato principal, nós pudemos escolher entre 6 tipos diferentes de facas. Elas sao produzidas por um artesao (que eu, naturalmente, esqueci o nome) que utiliza materiais especiais na confeccao do cabo, e as lâminas sao recicladas de facas antigas.
O cabo da minha faca era de uma árvore finlandesa (é a faca que aparece na frente, com o cabo mais clarinho), e o cabo da faca de namorido era - pasmem- feito do osso do pênis de uma morsa! Em primeiro lugar, eu nao sabia que o pênis de uma morsa é constituído de osso, em segundo lugar, nem que é tao enorme (é só dar uma googlada para ver). Vivendo e aprendendo :-)

Nosso prato principal: filé de wagyu nr.11,  cebola, batatinhas recheadas com tutano (nunca achei que iria comer bone marrow - só de pensar dá um certo nojinho... Mas o gosto era bom, apesar de ser bem gorduroso), cogumelos selvagens, tupinambo. O número 11 do wagyu a gente descobriu perguntando: eu nao sabia que o número da carne wagyu condiz com o teor de gordura - quanto maior o número, mais gordura. O número 11 é o mais gorduroso :-) (o gosto era ótimo, mas a carne era super pesada - apesar de eu ter lido que a gordura é insaturada e rica em ômega 3 e 6 - entao tá tudo tranquilo, hehehe). Além disso, sobre a carne ainda era regado Manni (considerado o melhor óleo de oliva do mundo - também descobri naquela noite)
[wagyu nr. 11 / silver onion / bone marrow / wild mushroom]

Depois do prato principal, pausa para ir conhecer o banheiro. Ele era bem pequeno, e a parte onde ficava a pia nao era fechada (era aberta, dando direto para o corredor)

The dark force - nao lembro se já vi um vaso sanitário preto na minha vida :-D


Como nós dois estávamos super satisfeitos com a entrada e o prato principal (além da carne que vinha no prato, havia mais uma porcao igual esperando quentinha num recipiente), decidimos pedir só um expresso. Que veio acompanhado de váááárias gostosuras :-)

Eu adorei o prato onde as gostosuras eram servidas - esses círculos eram todos em relevo

Dei uma virada básica (eu sou tao discreta, hahaha) para ver quem havia fabricado. Ok, curiosidade satisfeita :-D

Na mesa, beignets feitos na hora, ainda quentinhos (lembra um bolinho de chuva)

E um amuse-bouche doce que eu podia ter mergulhado dentro de tao bom: maracujá, iogurte e kunquat.

Também adorei o recipiente em que veio: havia uma base onde a tigelinha arredondada se apoiava.

O café, acompanhado de uma madeleine de chocolate.

E para nossa surpresa, mais um carrinho das gostosuras que acompanhavam o café: torta de limao, torta de maca, diversos bombons, madeleines, macarons, pralinés, e afins

Sim, eu estava verdadeiramente satisfeita, porque do carrinho inteiro só comi um bombom recheado de maracujá (adorei a combinacao de ambos!)

Namorido já pediu um pouco mais :-)

Depois de todas as doçuras que vieram acompanhando o café, ficamos felizes que nao havíamos pedido sobremesa :-)


A comida estava definitivamente ótima! Mas se for para fazer uma crítica, eu acho que ficou faltando o aspecto 'querido, de se sentir em casa'. Eu adoro frufrus, mas a apresentacao de alguns mais me irritaram do que impressionaram: se o óleo de oliva é o melhor do mundo, eu preciso realmente anunciar isso para a pessoa que está jantando ali? Só o sabor nao é suficiente? E o cabo das facas, precisa ser feito de materiais especiais? E uma vez que eu escolhi a faca que eu quero usar, eu realmente quero ouvir o material de cada uma das 6 facas disponíveis? Acho que nao :-D

7 comments:

Anonymous said...

hahaha... eu aprendo coisas no teu blog que nunca imaginei existir... adorei as facas :) bjs, Mí

antonia said...

Ai eu adooro adoro seus passeios gastronomicos, adoro as fotos as descriçoes tudo,acho uma delicia.
A flor aquela è uma variedade de um flor que nao sei se voce conhece mas no Brasil chama onze horas, pois eu nem sabia que se explorava comercialmente, mas que dizer de alguem que serve em porcelona de Limoges?
Um beijo

Nina said...

Menina, mas que finura! Ahh Angie, eu adoro comer essas coisas delicadas, pouquinhas, e deliciosamente maravilhosas, nao suporto aqueles restaurantes tipicos alemaes que ENCHEM o prato da gente, apesar da comida ser deliciosa, vem mt coisa, cruz credo!

Mas no fim o que vc escreve tem precendente, mt frufru tbm enche o saco ne?

Agorinha bolinho de chuva é minha grande paixao, sabe?? Putz, to de regime, nao quero comer bobagens esses dias, mas ahhh que me deu uma vontade de fazer :-/

ah tbm nunca vi um vaso sanitario preto :-)

Pêtra said...

Hummm, fiquei curiosíssima para experimentar foie gras, nunca tive vontade, na minha cabeça sempre foi algo meio nojento, não sei porque! Mas você me atiçou!!
Adorei a curiosidade das facas também!!
Beijinho!

you-wee because said...

Hey, Jo / Angie, I'm from Bratwurst country Germany. Sprichst oder schreibst du auch auf Deutsch? Or do you just love Bratwurst with Sauerkraut?
Uwe.

Taia Assunção said...

kkkkkkkkkkkkkk...vou ter que checar esse negócio da morsa. Fiquei imaginando o pessoal tirando foto. Belíssimos pratos, mas foie gras não é muito minha praia :-( Parabéns, que venham muitos anos pela frente. Dia 20 faremos 8 anos de casados...booom! Beijos.

Anonymous said...

Oi Angie

que muitos anos venham pela frente pra vocês irem a muitos restaurantes e vc tirar muitas fotos e pra vocês ainda comerem em muitos Limoges.

Beijos mil!
Zarah, Mini& Co.