Monday, September 15, 2008

Escócia - dia 4, primeira parte

Depois de tomarmos um café da manha reforçado, seguimos viagem. Aliás, o café da manha estava ótimo! Ganhamos o legítimo: ovo frito, bacon, linguiça, black pudding (que é uma espécie de linguiça feito de sangue de porco ou gado, cortada em rodelas), feijao cozido, cogumelos e meio tomate assado. Tudo acompanhado com torradas, geléia de laranja e manteiga. Light, tudo muito light, hahaha. E, sim, eu provei o black pudding: ai, queria saber como era o gosto!!! E, sim, foi uma experiência única, porque nunca mais será repetida, hehehe :oD

Saindo do B&B, vimos uma verdadeira obra de arte nas cercas: milhares de teias de aranha, todas ainda úmidas de orvalho. Com a luz do sol, lindo!!!


E o dia estava assim: sol, e nuvens rasteiras, dando um tom todo especial a paisagem.

Nao parece que a floresta está pegando fogo? :o)

De Crianlarich, pegamos a A82 em direcao a Tarbet para visitar o Loch Lomond. O tempo estava super instável (aliás, como em toda a viagem, hahaha), e pegávamos trechos de sol, e trechos de muita chuva. No caminho, pausa para fotos nessa pousada (‘inn’ pode ser traduzido como pousada, nao?) à beira da estrada, aparentemente famoso na regiao. É o Drove Inn, de 1705, com muitas histórias de fantasmas e afins :o) A última janela (na direita, no topo) é falsa. Agora, a história eu nao sei... Quem passar por lá que me conte :o) E, por trás da pousada, uma montanha com uma cascata muito linda! Na foto, a cascata parece pequenininha, mas é que estava muito distante :o)


E finalmente chegamos ao famoso Loch Lomond... E o tempo nao colaborou :o( Foi pena, porque vimos fotos lindíssimas com bom tempo! Mas a paisagem nao deixa de ser fascinante, mesmo com chuva :o) Agora, pegar o barquinho para explorar o lago, nem pensar! Fica para uma próxima :o)


Seguindo em direcao sul, há varios outros pontos legais para se avistar o lago (como Luss, por exemplo), mas o tempo estava tao ruim que decidimos seguir viagem. Próximo destino: Oban.

No caminho, ainda no Trossachs National Park, paisagens lindíssimas!!! O cenário era de perder o fôlego!

Mesmo no meio do nada, uma cabine telefônica :o)


Pegamos a A83 em direcao a Inveraray. Infelizmente a visita ao castelo de Inveraray nao foi possível (nós já sabíamos de antemao): havia um festival de música (Hydro Connect 2008) ocorrendo nos jardins do palácio, entao tudo estava fechado para visitacao (buaaaaaaa). Mas, êta motivacao: chovia que só, e milhares de jovens (e nem tao jovens assim), acampando (tendas e mais tendas), e andando com botas de borracha pra cima e pra baixo. Haja vontade! As fotos abaixo eu tirei do carro mesmo :o)


E, enquanto eu fotograva, namorido dirigia :o)


É muito estranho sentar do lado esquerdo sem ter um volante a frente :o)

De Inveraray, pegamos a A819, passando pelo Loch Awe, que foi uma grata surpresa! No meu guia, nao havia nada descrito. Mas o castelo de Kilchurn (século 15) situa-se nesse lago, numa ilha, e é super charmoso! As paisagens sao lindas!




E, ainda às margens do lago, fica o Loch Awe Hotel . Ao sopé do hotel (ver foto abaixo, lado esquerdo) há um trem abandonado, que dá uma atmosfera meio fantasmagórica ao local... Deu vontade de dormir uma noite ali (nao no trem, mas no hotel, hahaha), entao fica a dica :o)


Seguindo a A85, chegamos finalmente a Oban. Nossa primeira parada foi o restaurante: almoco :o) Escolhemos o Ee'usk, um restaurante no cais (north Pier), com uma vista linda para as ilhas Kerrera e Mull, e com excelentes (e fresquinhos) peixes no menu.

Nossa vista do restaurante (lado esquerdo)

Nossa vista do restaurante (lado direito)

Oban é porta de entrada para várias ilhas, e possui ferries para Islay, Colonsay, Coll, Tiree, Mull, Lismore, Barra and South Uist.

Na cidade, ainda demos uma checada na destilaria, que fabrica whisky desde 1794. É a mais antiga destilaria (ainda produtiva) da Escócia.


No alto, nas fotos, dá para ver uma espécia de coliséu romano. Essa construcao é o McCaig's Tower, uma réplica do Coliséu de Roma. Um bancário (John McCaig) mandou construí-lo em 1897 e 1900 como um memorial para sua família. Te mete! :o)

Ainda em Oban, fomos no supermercado nos abastecer de água, e eu comprei um blusao quentinho numa loja de esportes: quando o sol nao aparece fica frio, muito frio, e eu tinha levando roupa quentinha mas nao taaaaaaaao quentinha assim :o)

5 comments:

Claudia Pimenta said...

oi angie! que paisagenes incríveis! mas ficava me perguntando "e o frio?" e vc respondeu - precisou de um blusão mais quente! é que sou mt friorenta, sabe? bjs, querida, e até a próxima!

Silvinha said...

Adorei as fotos!!! Qdo vc vai chegar no Loch Ness, hein, hein??

Nao me mostra teia nao... medo, asco, pavor de aranhas...

Beijo!

Claudia Pimenta said...

oi angie! voltei! se vc gosta do rodin, fiz um post sobre ele...
http://comsaudadedeparis.blogspot.com/2008/07/o-belo-rodin.html
acho que vc vai gostar! bjs!!!

Anonymous said...

lindas as fotos, e qto ao relato: sinto q estou viajando junto :) beijinhos, Mí

Cacá said...

Angie, que lindas fotos!!
Tb quero saber sobre o Lago Ness. Hahaha... :)

E a cabine telefônica, super apropriada né, vai que vc queria me ligar bem naquela hora e tinha acabado a bateria do celular? Hahahaha...

Adorei!
Beijocas...