Sunday, September 14, 2008

Escócia - dia 3

No domingo, chegou a vez de irmos buscar o nosso carrinho (com direcao no lado 'errado', hehehe), e aterrorizarmos as estradas escocesas :o) O posto de atendimento da Europcar abria às 10h na estacao de trem, mas acabamos chegando um pouco mais cedo (9h45). Demos sorte, porque em seguida comecou a chegar mais e mais gente, e a fila foi aumentando. Mas, quem nao tinha chegado ainda eram as atendentes: e o posto da Europcar continuava fechado... Às 10h10 namorido se irritou e ligou para a central de Edinburgh. Depois de muito tocar, uma pessoa atendeu e disse: 'Ah, nao se preocupe, eles devem estar um pouco atrasados, mas daqui a pouco já vem alguém'. Às 10h30, ainda nadica de nada... E o descontentamento, nosso e das outras pessoas na fila, só aumentando. Namorido liga novamente, e agora a pessoa diz que vai falar com o gerente reponsável pela área para ver o que está acontecendo e mandar alguém para lá. Finalmente, às 10h40, pára um carro no lado do posto, e saí uma senhora seguida por dois rapazes para abrir a filial. Deixar o pessoal esperando 40 minutos, num domingo, é pra matar!!! Mas, a história nao termina por aí... Namorido e o segundo da fila entram no posto, e o senhor (esse segundo da fila) reclama que estávamos esperando por um bom tempo. A atendente diz: 'Eu estive aqui às 9h50 e nao havia ninguém'. Namorido diz: 'Isso nao é verdade, porque às 9h45 nós já estávamos aqui. A atendente olha para os dois rapazes, e diz em tom jocoso: 'Ele tá dizendo que já tava aqui às 9h45, hum-hum.' Eu acho que namorido podia ter pulado no pescoco dela naquela hora, mas como o que queríamos era o carro, ele manteve a calma, entregou a documentacao, e a atendente disse... 'Oh, seu carro nao está aqui!'. O QUE? Mas, teclando e teclando no computador, a atendente diz que há um carro similar no estacionamento, e que ela irá pedir para o rapaz verificar se o carro está limpo. Raiva, muita raiva!!! Enquanto esperávamos pelo carro, ela ia atendendo outras pessoas da fila. Às 11h, finalmente, o carro estava pronto. Ela comeca a trabalhar nos nossos papéis, e nos entrega a chave. Nós demos um suspiro de alívio, e fomos até o carro. Surpresa, surpresa: o carro estava todo riscado, e nao havia nada marcado nos papéis!!! Lá vai namorido de volta para o posto, e pede para ela vir olhar o carro e marcar os estragos. Ela diz que está atendendo outra pessoa, e que já vem. 10 MINUTOS DEPOIS, nós ainda esperamos... Daí eu me irritei, e fui até a janela do posto, e fiquei olhando fixo pra ela. A mulher fez que nao tava nem aí. Pô, a gente já estava a uma hora e meia esperando pelo nosso carro, custava a dita cuja vir fazer um servico de dois minutos? Eu entrei no posto, mas continuei sem falar nada, e só olhando pra ela. Se é para esperar, que ela sofra comigo! Nao é que ela comecou a berrar comigo? Eu nao havia aberto a minha boca (mas um olhar vale mais que mil palavras em certas ocasioes...), mas ela comecou a berrar comigo (literalmente!) dizendo que estava atendendo outra pessoa, e que ela já tinha dito que viria ver o carro. E eu disse 'Mas você disse isso a 10 minutos atrás, e nós já estamos aqui a uma hora e meia, e é um trabalho de dois minutos!!!'. Ela ficou mega irritada, disse que nao iria sair enquanto nao terminasse com o casal (falando tudo isso aos berros), e que eu era para sair imediatamente de dentro da loja e esperar do lado de fora. Eu disse: 'O que, voce está me expulsando da loja?' e ela disse 'Sim'. Eu nao tava acreditando nos meus botoes!!! Se eu tivesse entrado e feito o maior escândalo (o que nao seria nada mais do que justo) tudo bem. Mas eu nao tinha dito nada!!! Como eu ainda queria o carro (sim, eles sao a única locadora de carros na estacao de trem) saí da loja e fui até o carro, morreeeeeeeeendo de ódio. Namorido perguntou o que tinha acontecido, e eu contei. Aí, eu achei o máximo: ele ficou furioso (achei que ia sair fumacinha das orelhas dele), e disse que ninguém gritava com a mulher dele (nao é para encher de beijinho?), e foi até o posto fulo da vida. Ele disse para a funcionária (sem gritar, isso que é manter a classe, mas com um tom de matar leao!) que ela nao tinha o direito de gritar comigo e muito menos de me expulsar da loja, e que isso era um ultraje, e que nós já estávamos esperando a mais de uma hora e meia, e blablabla. Resumo da historia: namorido voltou sozinho até o nosso carro, mas em dois minutos a mulher saiu da loja e veio nos atender. Pô, custava ter feito isso 15 minutos atrás? Ela veio reclamando e falando alto, mas fez o trabalho e anotou tudo. Daí ela concluiu dizendo que havia feito todo o possível para nos dar o carro o mais rapidamente possível. Namorido falou que nao, que o atendimento tinha sido ruim, e que nao aceitava que alguém gritasse comigo ou com ele, e que ele havia sido cortês (= polite. Alguém ainda usa 'cortês' na nossa língua? :o) ) o tempo todo, e que ela havia comecado a gritar sem motivo. Aí ela pegou no meu braco e comecou a falar comigo, e eu disse: 'Eu só entrei na loja e nao falei absolutamente nada. Foi você que comecou a gritar comigo. And DON'T TOUCH ME!'. Ela me largou (acho que se nao tivesse largado eu tinha dado um soco no nariz dela... Apesar que, pensando bem, talvez nao, porque eu ainda queria conhecer as scottish highlands, hahaha), e voltou pisando firme para a loja. Um dos rapazes (que havia acabado de voltar, pois ambos ficaram na loja somente os primeiros cinco minutos) olhou para mim, e eu disse: 'Ridículo o atendimento de vocês, nós estamos aqui a uma hora e meia!', e ele disse: 'É, eu concordo, a gente nao tem pessoal suficiente em Edinburgh, e aí é sempre uma confusao!'. Raiva, muita raiva, viu? E, quanto a gente entregou o carro (na semana seguinte), havia um casal que estava super estressado na loja, pois o carro deles nao estava lá, e 'talvez' estaria em uma hora. O cara perguntou se tinha um carro livre em uma categoria melhor ou pior, e nao tinha. Daí ele perguntou se podia ir em outra filial, e nao, nao podia. Daí ele perguntou se tinha outra locadora de carros por perto, e nao, nao tem...
Portanto, se alguém pensar em alugar carro em Edinburgh, faça com tempo, muito tempo. E, de preferência, nao num domingo. E, de preferência, nao na estaçao de trem :o)))

E, sim, namorido escreveu uma carta enoooooorme de reclamaçao, contando os fatos. A carta foi por email à central de atendimento em Edinburgh. E uma cópia da carta foi por correio para a central na Gra-Bretanha, para a central na França, e para a central na Alemanha. E a carta é de arrasar! Talvez nao aconteça nada. Mas, como consumidores, e pagando o preco que a gente paga, nao dá para ficar calado diante desse descaso no atendimento, nao? Como eu disse, raiva, muita raiva!

Mas, em posse do carrinho, lá fomos nós para a nossa primeira aventura nas estradas escocesas :o) A gente ainda falou por uns 10 minutos sobre a bruxa da Europcar, mas depois acabamos esquecendo, e as férias continuaram o seu rumo normal :o)

A primeira parada foi o castelo de Stirling (via M9). Nós queríamos ter ido ainda à Linlithgow, para ver o palácio e o pátio interno (que tem a fonte mais antiga da Gra-Bretanha, que aparentemente é muito bonita e interessante). Mas, com o atraso na entrega do carro, acabamos desistindo e fomos direto visitar o castelo de Stirling.

Quanto ao tempo, esse foi o pior dia que pegamos na Escócia: chuva e neblina o dia inteiro. Mas, faz parte, e o jeito é usar capa de chuva e curtir mesmo assim :o)

O castelo de Stirling é um dos maiores da Escócia, e também um dos mais visitados. Porém definitivamente nao foi um dos nossos preferidos. Mas valeu a visita :o)


Stirling vista do alto... Os tons nao parecem os mesmos? :o)


Aba direita do castelo

Pátio interno do castelo

Cláudia, essas fotos sao pra você :o) Fashion-time a muitos e muitos anos atrás :o)


E mais castelo...

Quase no finalzinho dos limites do castelo, há um prédio onde está sendo feito uma tapecaria. O trabalho irá demorar 4 anos para ser concluído, com 3 artesaos trabalhando full-time. Eles estao recriando uma das 6 pecas da Caça ao Unicórnio (originais no Metropolitan Museum of Art in NY). As seis pecas serao todas reproduzidas, e o projeto é de 12 anos!!!! Nós chegamos no prédio exatamente na hora de uma apresentacao (nao é permitido conversar com os artesaes enquanto eles estao trabalhando), e um deles comecou a falar sobre o assunto, e foi super interessante! As peças sao verdadeiras obras de arte!!! Valeu a visita :o)

Na saída do castelo (ou melhor, entrada, hehehe), há uma estátua de Robert the Bruce (ou Roberto I), rei da Escócia no período de 1306 a 1329, um dos mais famosos guerreiros da sua geracao (uau!). E eu adorei a foto que namorido tirou da estátua :o)



De Stirling, pegamos a A811/A81, e fomos em direcao a Aberfoyle. No caminho paramos num pub para abastecermos a pança: para namorido, salmao, para mim, fish & chips. Porque eu tinha que provar! E estava delicioso! Mas nao tive coragem de repetir a dose na viagem: qualquer prato que se descreve como deep fried fish me assusta e muito! Mas, continuando a viagem: Aberfoyle, em si, é uma cidadezinha totalmente desinteressante (essa palavra existe?), mas é a porta de entrada para o Trossachs National Park. Nós ainda queríamos visitar o Loch Katarina e o Loch Lomond naquele dia.

E, indo em direcao ao Trossachs National Park, nós entramos oficialemente nas highlands escocesas. A Escócia é dividida em Highlands and Lowlands, conforme o mapa abaixo.

Fonte: Wikipedia

As Highlands sao a regiao menos povoada da Escócia, com vários conjuntos de montanhas dominando o cenário, incluindo a montanha mais alta da Gra-Bretanha: a Ben Nevis. E também foram o foco central da nossa viagem, pela sua coleçao de lindíssimas paisagens.

Bom, nossa primeira experiência com a regiao foi abaixo de chuva e nevoeiro. Esses fatores também dao charme às paisagens, e fica tudo um pouco místico, um pouco misterioso... Mas, para as fotos, é péssimo!!! :o) E, com sol e céu azul, tenho certeza que o astral seria totalmente diferente :o)



Loch Katarina

Passeio de barco no Loch Katarina (nao, nós nao fizemos, hahaha)



Eu, segurando o guarda-chuva sobre a câmera de namorido, hahaha :o)


Como estava chovendo a cântaros, decidimos visitar o Loch Lomond só no dia seguinte, e fomos direto ao nosso B&B (Riverside Guest House). O quarto era um pouco pequeno para a nossa bagunca, mas a vista da janela era fantástica! E o cachorro deles é um fofo, ficamos brincando um tempo com ele :o)





E, como em todos os B&B que fomos, havia sempre uma bandeja com um aquecedor elétrico de água, xícaras, pires e colherinhas, acúcar, leite, saquinhos de chá, e bolachinhas. Depois de uma tarde inteira debaixo da chuva, delícia!!! :o)


Depois de uma partida de buraco (com chuva, tem algo melhor que um joguinho de cartas? :o) ), fomos no único pub de Crianlarich. Na entrada, uma placa: The village pub. Me lembrou o seriado Little Britain, nao sei por que :o)))


E, algo que nos chamou a atencao: em quase todos os pubs e restaurantes que fomos, havia essas 'plaquinhas' onde o prato era colocado em cima. Uma espécie de jogo americano, mas sempre de um material duro, e metade do tamanho de um jogo americano normal. Interesting... :o)


Voltando do pub, o nevoeiro comecou a se dissipar, nao estava mais chovendo, e a vista estava comecando a ter contornos nítidos novamente. Muita esperanca para amanha :o)


E, termino esse post com a pergunta nao tao nobre, mas que nao quer calar: por que, por que, POR QUE há tanto banheiro com carpete na Gra-Bretanha? Quem é que teve essa idéia de jerico? Ou tem algum grande fundamento por trás disso? Yergs!

7 comments:

Claudia Pimenta said...

oi angie! adoooro seu jeito de narrar suas aventuras! muito bom mesmo... ah, e vc ainda se lembra de mim... que lindas fashion-photos! a escócia com céu azul deve ser bonita, mas parece que ela combina mais com este clima meio nebuloso... as fotos estão show! agora, alugar carro? que roubada, hein? ainda bem que, em férias, a gente acaba relevando tudo, né? bjs, querida! até a próxima!!!

Silvinha said...

Angie, que angustia esse negocio do carro! Acho que eu teria realmente socado a mulher e estragado as férias... seu auto-controle foi admiravel! :)

Ja alugamos carro da Europcar na França e devolvemos aqui - fizemos nossa mudança de carro!. Acho que levamos uma multa, entrei em contato varias vezes por e-mail e eles nunca responderam! Eu guardei a copia do e-mail, espero não ser procurada pela justiça francesa daqui uma década! hahaha

Achei muito legal vocês terem visto o trabalho dos artesãos, essa tapeçaria é linda! (so vi em fotos)

Robert, the Bruce, sera aquele do Coração Valente??? Pelas datas eu acho que sim...

Vc sabe que eu sou louca p/ conhecer as Highlands, né? As fotos so aumentaram a vontade!

E wc com carpet é o cumulo, tb não sei o que se passa com essas pessoas (aqui em Berlin tem alguns tb)

Beijo!

Carol e Mariana said...

Angie,
Que saco todo o processo de pegar o carro hein. Ai ai... sabe que a gente tem alugado carro com seguro "vollkasko", daí nem precisa ficar se preocupando, pq o seguro tá pago.
Enfim, a Europcar é bem enrolada mesmo. Aqui em Duss é assim.
E WC com carpete é idéia de jirico mesmo. Nos USA tb é assim, o cúmulo do absurdo.

Adorei as fotos!!

Beijocas!

Marcia H said...

eu nunca entendi a estória do carpet

nossa, a qualidade dos servicos está caindo mesmo, fico pasma com a incompetência e falta de educacao dos funcionários. muita classe de sua parte e do "namorido, nao ter armado o barraco.
bjss

Joaninha Bacana said...

Oie! :o)

É, a gente nao armou barraco porque queria muito o carro, hehehe :oD Mas, que dá vontade, dá! Foi uma petulância e um descaso!!! Raiva, muita raiva :o)

Quanto ao Robert the Bruce, é sim o do Coracao Valente :o) Mas nao era o Mel Gibson (William Wallace), mas sim Angus Macfadyen :o)

Beijos a todas, adoro ler os comentários de vocês :o)
Angie

_+*A Elite in Paris*+_ said...

Que inveja!! eu não conheco UK :(((

Beijo meu ♥,

A Elite

Nina said...

Angie, pô até eu fiquei fula da vida aqui com a história do carro, sacanagem!! ai que ódio, mas que lindinho o "namorido"...

fotos lindas, dá vontade de conhecer.

Bjsss