Monday, August 10, 2009

O susto

Sexta-feira me aconteceu algo bem desagrádavel e que me deixou de cabelos em pé. Eu vim trabalhar super cedo, e fui embora para Aachen super cedo também (às 14h30) já que namorido e eu resolvemos passar o final de semana na regiao das Ardennes na Bélgica (mas isso é assunto para outro post - aliás, a viagem (35 minutos de casa, hahaha) foi ótima, a regiao é linda, e ficou gostinho de quero mais!). Mas, voltando ao susto: às 14h30 saí da empresa e fui pegar meu carro na garage. Eu estaciono numa garage que fica na frente da empresa: como nunca há vagas nos arredores, eu alugo uma garage subterrânea (=tiefgarage). Com a chave, entrei no estacionamento e fui descendo a escada. Nesse meio tempo, um carro saiu da garage e, como sempre, a porta que dá acesso a rampa ficou aberta por um tempinho (que, aliás, nao é um tempinho, mas um tempao). Quando desci a escada e abri a porta que dá para o andar da minha vaga, vi que um homem estava descendo a rampa por onde os carros saem. Ok, eu também já fiz isso algumas vezes, entao fiquei tranqüila mas alerta (eu acho que morar no Brasil aguça o nosso sexto sentido em matéria de segurança). Fui até o meu carro mas fiquei meio que de olho no cara. Primeiro abri a porta de trás (do lado do carona) e coloquei uma sacola e minha bolsa, e depois voltei para a porta da frente para entrar e ligar o carro. Nesse meio tempo, eu noto que o cara dá meia volta e vem na minha direcao. Nao tive dúvidas, tranquei as portas do carro imediatamente (normalmente isso acontece automaticamente, mas só quando o carro andou por uns 10 segundos). Enquanto eu ligava o motor, o cara parou do lado da janela do carona e comecou a falar comigo (devido ao motor eu nao entendi nada). Quando eu olhei para ele, vi que ele estava com uma faca na mao (e nao era faca de cortar pao, era pontuda e grande). Me deu um pavor total, eu saí com o carro e fui em direcao a rampa. O ruim é que para sair da garage é necessário abrir a portao da rampa puxando uma cordinha. Eu pensei com os meus botoes: "ai, minha nossa, se o portao tiver fechado vou ter que abrir a janela pra puxar a cordinha. Bom, se o cara vier na minha direcao quando eu abrir a janela, eu passo por cima!". Mas, graças, o portao ainda estava aberto do carro anterior e eu saí a toda. Nisso eu olho pelo espelho retrovisor, e vejo o cara saindo correndo também, indo para os fundos do prédio (onde há uma saída para uma rua lateral). Tremendo, eu parei o carro na frente da minha empresa e liguei para namorido. Ele me acalmou pelo telefone, e nós decidimos que eu deveria contactar a recepçao da minha empresa (até porque vários funcionários estacionam o carro na mesma garage que eu). Saí do carro, fui na recepçao e eles falaram com a agência de segurança da empresa. Eles contactaram imediamente a polícia, e eu fiquei esperando eles chegarem para dar meu depoimento. Que stress!!! A polícia até que demorou (10 a 15 minutos parecem uma eternidade nesses casos - fiquei pensando o que acontece quando um ladrao entra dentro de um apartamento e alguém chama eles - até porque perto da minha empresa tem um posto policial), mas enfim chegaram (de três) e fizeram perguntas para mim e para o cara da recepçao. O estranho é que eles nem foram averigüar a garage (até porque havia passado tanto tempo que o cara provavelmente nem estava mais por lá), mas eu me senti mais tranqüila: se eu nao tivesse falado com a polícia, e algo tivesse acontecido a outra pessoa mais tarde, eu me sentiria eternamente culpada! E pelo menos agora eles estao avisados!
No carro, indo para Aachen, eu fiquei refletindo sobre o ocorrido: estranho que o cara nao me abordou logo caso ele quisesse me assaltar, nao? Mas, por outro lado, se ele fosse do bem e quisesse só minha ajuda para algo, podia ter dito algo logo que me viu. E, mega estranho que ele entrou pela rampa do portao, e saiu correndo também pela mesma rampa (se ele tivesse um carro dentro da garage, nao teria saído assim). E, por que ele me mostrou a faca? Mas, isso tudo sao perguntas que eu nunca vou ter resposta (pelo menos, assim espero :o) ).
Quanto a garage, hoje eu encontrei os dois zeladores e relatei o fato para eles. A polícia nao havia entrando em contato com eles (estranho, nao?). Mas, é bom que eles estao avisados. O ruim é que sexta-feira eles trabalham só até 14h30, e a garage nao tem nem câmeras de vídeo nem segurança! De segunda a quinta eles trabalham até 15h45, entao também fica um bom período sem ninguém controlando!
Depois desse incidente (até porque houve outro exatamente há um ano atrás) nao tem como fazer de conta que nada aconteceu. A primeira idéia (da minha mami, hehehe) foi ter sempre um spray de pimenta na minha bolsa (aliás, um colega meu de trabalho achou um site para mim onde é possível comprar vários modelos). Mas, conversando com outra colega de trabalho, ela disse que estaciona numa garage do lado da minha que é super clara, iluminada, e que tem câmeras de vídeo espalhadas. Entao, já liguei e pedi para mandarem um contrato. Vou cancelar a minha garage e passar a estacionar na outra. Porque nao dá, e nem quero, esperar pelo terceiro susto!

18 comments:

Camila said...

Menina, que susto mesmo!
Ainda bem que nao te aconteceu nada, mas prudencia nunca é demais.
Eu acredito muito em intuicao e, sempre que dá, obedeco.
Beijos e cuide-se!

Silvinha said...

Que susto, hein, Angie? Essas situações realmente mexem conosco.

No Brasil, durante muito tempo eu andei com um aparelho de choque na bolsa, apos um incidente. Aqui não é legalizado, mas spray de pimenta sim! Também quero comprar um p/ manter no bolso ou na bolsa. A segurança que se sente sabendo que se tem algo assim ao alcance das mãos, caso necessario, é bastante grande.

Que bom que vc conseguiu oura garagem!

Beijo!

arlete soffiatti said...

Voce tem que deixar claro para a gerencia desta garagem o porque voce esta mudando e dizer que outros empregados da empresa farão o mesmo se eles não tomarem nenhuma providencia em relação à segurança. Só assim eles se mexem, quando mexemos com o bolso deles.
Um abraço e se cuide.

Claudia Pimenta said...

oi angie! ainda bem que tudo não passou de um susto... espero que nunca mais se repita! bjs, querida, e ótima semana!!!

Luciana said...

Oi, Angie.
Certamente, mudar de garagem é uma ótima ideia. Câmeras de vigilância em locais assim e uma boa iluminação são fundamentais. Que bom que vc está bem!!!

Bjs

Dona Flor said...

Ai meu Deus!!! Não estamos seguras em lugar algum, né?
Aqui o marido também sempre diz pra eu aproveitar as vagas de garagem especiais para mulheres, que ficam mais próximas aos guichês e portas dos estabelecimentos e se estiver sozinha, correr e entrar no carro o mais rápido possível se tiver alguém por perto. Estupro é um crime muito comum aqui! Quem diria, né?

Ciça Donner said...

Valha-me Deus e Nossa Senhora de Nazaré Angie... meu coracao aqui está pequenino de medo. Cai fora dessa e nao espera o terceiro susto nao, pq isso nao é brincadeira!!!

Mi said...

nossa, nunca tinha escutado de uma historia dessas por aqui. Ja vi ate um carro sendo arrombado perto da minha casa em Leipzig, mas nunca um assalto assim, com faca e tudo. Eu sempre mas sempre tranco as portas do carro. é meio que paranoia mesmo, ate pq num sinal vermelho alguem pode te abordar. Que bom que vc chamou a policia e avisou! E eu tb mudaria de garagem na certa...tenho horrores a garagens subterraneas escuras e vazias. Na sua garagem nao tem frauenparkplätze? é exatamente pra isso que eles existem. bjs!

Elaine said...

Olá!
Angie, que horror! Imagino a tremedeira que te deu!
Fez bem em mudar de garagem mas o spray de pimenta também deve ser considerado!
Te cuida.
Beijos.

Renata said...

Ai, Angie! Que susto!!!

Menina, mude logo de garage, eloas precisam ser mesmo iluminadas e seguras.

Te cuida!!!!!!!!!

Beijos e ótima semana!

Anonymous said...

oi... nossa, isto parece o Brasil... e é bom mesmo mudares de garagem... eu odeio andar em estacionamento vazio... e não consigo imaginar q este cara estivesse com boas intenções... mas ele me parece meio amador tbém... acho q isto foi um aviso para te cuidares!! então é bom mesmo trocar de garagem... bjinhos, Mí

Gabi said...

Putz! Que susto! Deve-se tomar o max de cuidado quando se dirige sozinha, principalmente em estacionamentos. Ainda bem q vc se manteve firme e se controlou, conseguiu acelerar o carro... Nao sei qual seria minha reacao!

Tenha uma otima semana!!!!
Bju

Nina said...

Caramba Angie,menina, que é isso?? É claro que ele não era do bem, nossa, vc fez mt bem em contatar a polícia e mais ainda em mudar de garagem. Meu Deus, só de imaginar tal cena, aperta o coracao, eu teria um troco, Deus do céu...

Juci said...

Nossa Angie, ainda bem que nao aconteceu nada. Mas sei bem esse sexto sentido. Qdo moramos fora do brasil, qualquer movimento suspeito pode virar panico, enquanto que no brasil parece que a ficha demora pra cair. Estava dirigindo no brasil agora dessa ultima vez, e uma certa noite tinha um carro andando devagar demais atras de mim, eu redizi pra ser ultrapassada e nada, ai me deu um panico total! Virei o carro com tudo no sentido contrario, mas ainda bem que nao era uma perseguicao como eu tinha pensado....rs Pirei legal....rs
Bjs
Juci

Cacá said...

Angie, que sustão! E não é a primeira vez que acontece isso contigo, melhor mudar de garagem mesmo!

Quero saber da viagem do findi! :)
Beijocas!!!

flordecerejeira said...

Angie
fiquei tremendo enquanto lia o seu relato.
Vi um programa sobre os sprays e outros meios de "assustar" o ladrao.
Vc intuitivamente fez o correto.

Beijos e fique bem
Chris

Katia Bonfadini said...

Caramba, que susto!!! Eu acabei me envolvendo na história e comecei até a suar frio, acredita? Morro de medo dessas coisas e a gente nunca sabe o que poderia ter acontecido. É melhor não pensar nisso e acho que sua atitude em chamar a polícia e avisar os zeladores do prédio foi muito correta. Que bom que não aconteceu nada de ruim! Beijão!

Jaboticaba Preta said...

Oi Joaninha! Que susto! E que diferença a maneira como a polícia trata esse tipo de violência. Aqui na Holanda também não é diferente. Até saiu uma critica bem pesada, pois muitas das denúncias nem eram ao menos investigadas.

Beijos e todo cuidado é pouco..aqui e no Brasil ou qualquer outro lugar.