Tuesday, October 6, 2009

E o último capítulo do casório vem agora!

Ficamos nos jardins...


... até escurecer. Com velas acesas por todos os lados, fomos até o restaurante do hotel.


Primeiro os convidados entraram e se instalaram nas mesas redondas e com nomes demarcados.


Eu gostei do que eles usaram para marcar o nome: era uma caixinha com o logotipo do casamento (que eram as iniciais do noivo e da noiva). Em cima da caixinha eles escreveram o nome do convidado. Ao redor da caixinha estavam escritos o menu e os diversos aperitivos (por isso que eu sei a lista completa, hehehe). E dentro da caixinha estava a lembranca do casamento. Achei super bem bolado :o)
Outra coisa que eu adorei foram as folhinhas de eucalipto espalhadas pela mesa: elas têm um cheirinho ótimo, e sao super decorativas!

Marcador de lugar, caixinha da lembrancinha e menu: três em um!

Os noivos entraram um pouco mais tarde no salao, ao som de uma música. O legal foi que quando eles entraram todos os convidados se levantaram e comecaram a girar os guardanapos! O salao ficou lindo, parecia uma coreografia! O detalhe é que eu, como marinheira de primeira viagem, nao olhei muito para onde eu estava girando o guardanapo e plaft: dei uma guardanapada na cara do nosso amigo belga! Mas ele sobreviveu e já me perdoou :o)

Houve vários 'momento-guardanapo'. Nesse das fotos que eu tirei...

... o pessoal tava girando sentado mesmo (acho que é mais seguro, hehehe)

Depois da série de guardanapos voadores, a janta comecou a ser servida:

De entrada, dourado com bacon e legumes


De prato principal, filé ao molho de cogumelos com batatas dauphinoisse (que era um tipo de batata gratinada)

E, de sobremesa, tulipa de sorbet de tangerina com creme inglês e frutas vermelhas

Para acompanhar, vinho branco (com a entrada), vinho tinto (com o prato principal) e cava (com a sobremesa).

Entre o prato principal e a sobremesa, houve pausa para uma brincadeira que eu achei super divertida :o) Todos os convidados ganharam cartelas com adesivos redondos, e instrucoes para grudar os ditos cujos nos noivos assim que o prato principal fosse devorado. E dito e feito: assim que todo mundo terminou de comer, saltamos em cima dos noivos de adesivo em punho. O resultado foi muito divertido, apesar que o mais engracado foi o rosto deles: tanto o rosto, como o cabelo (e a falta de cabelo) dos noivos ficou repleto dessas bolotas coloridas :o)


Depois da sessao adesivo, houve uma outra tradicao que me fez cair o queixo: carteiras de cigarro foram espalhadas pelas mesas para que os convidados pudessem fumar a vontade. Aaaaaargs! E isso que havia duas grávidas bem avancadas no recinto!

Desnecessário dizer que o ambiente ficou completamente poluído de fumaca depois de meia hora, né? Odiei essa tradicao, e espero que um dia ela vá para o beleléu! Nada contra quem fuma, mas odeeeeeeio ter que ficar num ambiente fechado com fumaca de cigarro!

Depois das carteiras de cigarro distribuídas, as brincadeiras continuaram :o)

Como primeira brincadeira, outro costume que eu nao conhecia: todas as amigas chegadas da noiva assinaram o sapato dela. Achei bem interessante :o)


Depois do sapato, comecou outro costume estranho: uma mesa inteira levantou e subiu nas cadeiras, cantando uma cancao de um pato que rebola (ou algo do genêro). E, claro, a música tinha coreografia, que todos imitavam animados. E assim mesa por mesa foi repetindo, incluindo a mesa dos noivos. E, nao, eu nao subi em cima da cadeira (já pensou desabar com salto lá de cima?). Mas para nao ser estraga-prazeres, saí discretamente para fora, e voltei assim que a danca terminou. Era muito perigoso participar! :o)

Registrei a primeira mesa...

... e a segunda mesa a darem uma rebolada em cima das cadeiras :o)

Depois uma brincadeira mais elaborada foi feita por amigos dos noivos. Eram caixas e mais caixas com 'coisas' dentro. Os noivos tinham que sentar de costas um do outro e responder perguntas (por exemplo, qual é a sua bebida preferida e qual é a bebida preferida do outro). Foi bem divertido, e uma maneira legal de conhecer mais um pouco deles (por exemplo, coisas muito importantes como qual foi o primeiro filme que eles assistiram juntos no cinema (nenhum dos dois se lembrava, hahaha), quando foi o primeiro beijo, e afins). Quando eles acertavam, podiam abrir uma das caixas. Quando eles erravam tinham que pagar prenda.

O noivo escrevendo as respostas da bebida preferida: dele, talisker (whisky), dela, caipirinha :o)


Momento prenda: o noivo tinha que coletar 5 gravatas dos convidados, a noiva 5 soutiens (e acredita que ela conseguiu? Cinco amigas tiraram o soutien na boa! Eu teria desmaiado se tivesse que fazer isso na frente de 150 pessoas! Claro que elas tiraram por dentro do vestido, mas mesmo assim...)

A pilha de caixas

Pra matar a curiosidade, dentro das caixas havia material de seguranca: oculos de seguranca, luvas, colete luminoso e, claro, preservativos :o) E, como presente, na última caixa, havia vários 'dinheiros' enterrados no meio de muita farinha. Oh trabalheira pra 'lavar' esse dinheiro, hem? :o)

Taí a explicacao das luvas, do colete luminoso e da caixa com moedas enterradas na farinha :o)


Depois da brincadeira, momento do bolo: simbolizava uma árvore e era enooooorme! Mais do que bolo, era uma sobremesa, tipo uma mousse de chocolate. Infelizmente nao tem foto dele no meu prato: nao deu tempo, hehehe.

Bolo dos noivos

Mas ainda nao acabou... Depois do bolo, houve o momento-presente. Namorido disse que isso é mega tradicional por lá. Os noivos distribuem presentes para algumas pessoas: para os pais dele, para os pais dela (ambos ganharam orquideas mega enormes, pareciam pequenas árvores!). Mais presentes para a tia dele e para a tia dela. A tia dele é como uma segunda mae, e o discurso que ele fez foi bem emocionante (nao que eu tenha entendido muita coisa, mas foi!). Ele chorou, a tia chorou, e eu também chorei, hehehe. E mais presentes para as duas grávidas que estava presentes, e mais presentes (flores) para as melhores amigas dela.
Eu achei esse momento-presente super delicado: já pensou se alguém fica com dor-de-cotovelo porque nao ganhou presente e se acha todo especial? Sei nao, nao fiquei fa dessa tradicao :o)

Depois do momento-presente, o irmao do noivo leu um poema para a noiva. O irmao do noivo era o best-man, e reza a tradicao que ele precisa escrever um poema para a noiva e lê-lo para ela antes dela entrar na igreja. E, se quiser, pode ler depois de novo, para todos os convidados. Eu achei meio decoreba, entao lágrimas nao rolaram dessa vez :o)

E nao, ainda nao acabou. Depois disso tudo, foi a vez da noiva dar um presente para o noivo. Ela cantou uma música, acompanhada de violao, para o noivo! Eu acho que primeiro ele teve quase um chilique (a música era linda (Chasing Cars - Snow Patrol) mas super difícil de cantar) e ele deve ter ficado com medo dela fazer feio (se fosse eu cantando acho que namorido saía correndo, hahaha). Mas quando ela comecou, arrasou: cantou super bem, e rendeu vários e vários aplausos! Até porque cantar no meio de 150 pessoas, só acompanhada de violao, e de microfone em punho, nao é para qualquer um, né? E, claro, no meio da cantoria, um projetor comecou a passar diversas fotos dos dois (várias delas feitas por namorido, que me cutucava sempre que vinha uma que ele havia tirado, hahaha).

E, depois de tudo isso, foi a vez do dj comandar a pista, e dá-lhe danca! Aliás, a danca dos noivos também é um pouco diferente: ambos comecaram a dancar uma valsa, e no meio da danca os pais se juntaram na valsa, e depois de um tempo todo mundo que queria comecou a dancar também. Tudo isso na primeira música! Achei bem diferente, porque normalmente a primeira danca inteira é dos noivos, nao?

E assim terminou meu primeiro casamento totalmente catalao :o)

15 comments:

Claudia Pimenta said...

oi angie! deve ter sido ótimo mesmo! hoje lembrei de vc - postei sobre a batlló! deu uma saudade... bjs, querida!!!

SandraM said...

hahaha Angie, nao via a hora de ver os próximos capítulos dessa novela. Menina, que casamento grandioso e super cheio de atividades. Nossa, adorei. Deve ter sido uma experiencia e tanto. As brincadeiras pareceram ser super gostosas e nada grotescas como eram as brincadeiras de casamentos nos anos 70. (Quando vejo aqueles programas de Tv cacetada com gente nos casamentos se jogando bolo, rodopiando com a noiva até cair, brincadeira da cadeira dá vontade de chorar nao é?). Amei. No próximo quero ir junto prá segurar a camera fotográfica e a lenta do namorido!! hehehe.

Silvinha said...

Uau, que casamento "energético"!!!

Muitas tradições diferentes, é bastante interessante conhecer isso! Adorei a sobremesa e o "bolo" :)

Que peninha do sapato!!

Beijo!

Anonymous said...

nossa... qtas atividades... nunca fui num casamento assim... mas certamente de monótono não teve nada... muito legal... eu não entendi bem o propósito de colar as bolinhas coloridas, isto merece uma explicação mais detalhada...bjinhos, Mí

Cacá said...

Nossa, que delícia de festa de casamento!
Mas escrever no sapato? Que diferente! No Brasil as amigas da Noiva escrevem na barra interna do vestido. :)
E essa música do Snow Patrol é lindíssima! Que presentão e que coragem! :)
Show de bola! Povo animado hein!!
Beijo!

Juliana said...

Oi angie!
Acho o máximo ler sobre as diferentes tradições em casamentos... como aquele buquêzinho que os alemães colocam nas antenas dos carros que seguem o cortejo (não sei o nome)... ou mesmo quando quebram os pratos!!! ah, são essas coisas que fazem a cultura de cada país ser cada vez mais rica e mais interessante!
Bjão, Jú

Dona Flor said...

Acompanhei igual novela seus posts sobre o casamento. Adorei! Tão diferente, dá até vontade de casar de novo (sempre me dá vontade de casar de novo, a festa foi tão boa! rs).
Um amigo espanhol, o Angel, sempre me diz que mulher tem o dom de ficar em uma festa algumas horas e falar dela alguns dias, comentando os detalhes mais "insignificantes" (aos olhos dele). hahahaha

Anonymous said...

oi, ANGIE...
o casamento CATALÃO foi cinematográfico...li e reli cada capítulo por diversas vezes pois os detalhes descritos eram um desbunde.... e ainda havia as fotos maravilhosas para confirmar tudo...olha, guria, acho que vais transformar teu JOANINHA BACANA num best-seller....
e tem outra: te achei lindona com o vestido e teu cabelo ficou muito fofo...quero te ver muito bela no dia 24.... não será na CATALUNHA.... será numa paisagem bucólica e interessante tb.... cuidem-se bem, tu e namorido, pois muitas surpresas estão reservadas pra vocês.
bejus
da camininha

Renata said...

Simplesmente o máximo!!!!

Que delícia de festa, que delícia conhecer esses costumes!!!

Obrigada por compartin har conosco!!

Beijo!

Rê.

SÍLVIA OLIVEIRA said...

Puxa, que legal aprender tanta coisa diferente. Ah, fiquei com dózinha do sapato novo da noiva! hahahahaha! Mas achei a ideia de tirar o soutien das cinco convidadas muito divertida. Em relação à caixinha-cardápio-lembrança, um LUXO só! Bjs!

Márcia said...

Nossa Angie, que sucessão de surpresinhas interessantes! Algumas estranhas, outras muito originais!
Adorei, deve ter sido muy divertido!
Bjim!

Nina said...

Nossa, tudo tao diferente...
mas os pratos,senhor, me abriu o apetite, e essa bolas coloridas geeente,que loucura!

Katia Bonfadini said...

Angie, lendo seu relato, parece que eu estava lá! Você nos presenteou com tantos detalhes saborosos que deu a impressão de eu ter presenciado todos aqueles momentos. Tanta coisa diferente e curiosa! Adorei a caixinha que marcava os lugares e servia como cardápio e lembrancinha! Mil e uma utilidades! Ótima odeia! Quantas horas durou essa festa! Aconteceu tanta coisa que dá a impressão de ter durado o dia todo! E as brincadeiras? Super divertidas!!!! Amei! Beijos!

Tiquinha Bacana said...

Nossa, que casamento legal e... diferente! Cheio de tradições... a do cigarro eu detestei também, blarg! Nada moderno isso! Amei o relato e as fotos.
Beijão
Tiquinha e Val

Anna said...

Que lindo o casamento; assinar o sapato da noiva , bem diferente.
Beijos