Friday, July 1, 2011

Viajando pela Islândia - dia 14 e 15 - O Finalzinho :-)

O plano original era ter passado somente uma tarde e uma noite em Reykjavik (o que, depois de conhecermos a cidade, teria se mostrado suficiente). Mas como ficamos um dia a mais, resolvemos fazer um passeio recomendado por alguns guias: observar as baleias no seu habitat natural, ou Whale Watching Tour (nós fizemos com a companhia Elding, mas acho que todas sao parecidas - e, no mar, quando um barco encontra uma baleia, avisa os outros, mesmo sendo concorrentes). O interessante é que parte do passeio era também ver puffins numa ilha e eu estava super curiosa para vê-los (e achei que a chance de vermos puffins era infinitamente maior do que toparmos com uma baleia no meio do caminho).

Quanto aos puffins: o nome em português é papagaio-do-mar, mas puffin é tao mais bonitinho :-) Eles vêm para a costa somente entre março e maio para o acasalamento - e sao fiéis a companheira :-) O ninho fica dentro da terra, em formato de gruta. Sr.Puffin cava com o bico uma grutazinha com dois ambientes: um é a sala/quarto, o outro é o banheiro. Cada ano, ele volta com a digníssima para a mesma gruta. Por ano, nasce somente um filhote.

Barcos no porto

Reykjavik skyline :-)

E lá vamos nós, em busca das baleias perdidas :-)

Outro barco fazendo o whale watching.

E aí estao eles! Os puffins!!! O que? É puffin mesmo? Mas está tao looooooonge! Decepçao :-( Achei que daria para ver de pertinho!

Com a lente de namorido, deu para ver um pouquinho mais de perto


Quanto as baleias, bem, ficamos literalmente a ver navios e só :-D Mas com isso já contávamos: é impossível conseguir prever se elas estarao por aí ou nao. Ficamos todos com o olhar fixo no mar, tentando achar algum sinal como um esguicho na água. Mas de baleia, nada. No final do passeio, recebemos um ticket cortesia de volta: como nao vimos nenhuma baleia, o tour oferece um ingresso gratuito (nominal) que pode ser usado nos próximos dois anos.

Para o almoco, experimentamos uma das famosas especialidades locais: cachorro-quente, hehehe :-) Aparementemente, o melhor cachorro-quente de Reykjavik fica pertinho do porto: Bæjarins beztu pylsur. Conforme um jornal britânico, ele foi considerado o melhor cachorro-quente da Europa e tem até o ex-presidente Clinton como cliente :-)


E aqui vem ele: salsicha, molho, e o que faz ele ficar muito gostoso - cebola crua e cebola caramelizada misturada. Nhac-nhac! Agora, eu continuo achando o cachorro-quente do Rosário em Porto Alegre muuuuuuuuito mais gostoso :-D


Depois do almoço-lanche, fomos fazer o check-in no hotel e tirar uma soneca.

Center Hotel Thingholt - a decoracao era toda em negro, branco e cinza

Concreto ao invés de azulejos :-)

Na comparacao entre o Center Hotel Thingholt e o quarto do dia anterior (Reykjavik4you Apartaments), definitivamente ficaríamos com o Reykjavik4you Apartaments. Ambos têm ótima localizacao (aliás, eles ficam só duas quadras de distância um do outro), mas achamos o Reykjavik4you Apartaments mais aconchegante e com muito mais espaço.

De tarde, demos uma caminhada novamente, apesar da leve garoa

Quando comecou a chover, pausa para um café com bolo no The Laundromat Cafe :-)

Decoracao do balcao do café - livros agrupados por cores :-) Gostei da idéia :-D

Cappuccino e...

... bolo de chocolate, nhac! :-)


À noite, fomos jantar no restaurante Sjávarkjallarinn (Seafood Cellar) - com novo chef, o foco do restaurante agora é em comida nórdica - todos os ingredientes sao locais (com exceçao do chocolate :-) ). A comida estava maravilhosa!!!!

O ambiente (fica no subsolo)

Como aperitivo, eu fui de Yellow Submarine (bem refrescante!) e namorido de ruby mojito

Pao quentinho com cream cheese

Amuse-bouche: algo (que nao lembro, hehehe) sobre uma batata crisp crocante :-)

Segundo amuse-bouche: ovo cozido de gaivota (oh judiaria!)

Peixe char ártico de Rifós, pepino, maionese de ervas, queijo caseiro de cevada servido com ervas congeladas (que foram colocadas na hora sobre o prato e levantaram uma poeira de gelo seco :-) )
[Arctic char, homemade cheese barley -cured and lightly cooked arctic char from Rifós, cucumber, herb mayonnaise, fresh cheese, organic barley. Served with frosen herb salad]


Bacalhau salgado de Hauganes, mexilhoes defumados de Stykkishólmur com aipo, maça, flocos de pao de trigo vermelho e vinagre de maça dinamarquês
[Salted cod from Elvar & mussels from Símon -lighlty cooked salted cod from Hauganes, smoked and foamy mussels from Stykkishólmur with celeriac, apples, speltbread flakes and danish apple vinegar]

Peixe ling frito, anéis de cebola, couve-flor, batatas, molho de cebola com hops (nao sei o nome em portugês!)
[Ling & hops -fried ling, onion rings, browned and crispy cauliflower, potatoes, onion sauce with hops]

Um amuse-bouche doce :-)

E a sobremesa: brown cheese cream, sorvete e esponja (?) de leite; juniperos (?) de Bogga em Krossar e gelatina de estragao
[Sweet brown cheese & milk -brown cheese cream, milk ice cream and sponge, juniper from Bogga at Krossar and tarragon glaze]



No dia seguinte, hora de voltar para casa! Ficamos com gostinho de quero mais, principalmente para explorar o Norte e Noroeste do país. Mas, quem sabe, um dia a gente volta :-)

Aeroporto de Keflavik - mesas e poltronas bem confortáveis...

... para um joguinho enquanto o aviao nao vem, hehehe :-D

6 comments:

Katia Bonfadini said...

Angie, que viagem legal e, pra mim, aparentemente completíssima!!!!! Eu não imaginaria que fosse necessário mais de uma semana pra conhecer o paós e vc ainda ficou com gostinho de quero mais, que legal! Amei acompanhar sua viagem, incluindo as aventuras gastronômicas, é claro! As fotos estão lindas, as paisagens são deslumbrantes e bem diferentes do que encontramos no Brasil e á Islândia já entrou na nossa lista definitivamente!!!!!! Um grande beijo e obrigada por esse belo presente em forma de post!

Silvia said...

Que fofos os puffins!

Essa viagem de vocês foi maravilhosa, coloquei na minha lista de viagens futuras, hehehe

E agora, dando um tempo em comer peixe? :D

Beijo!

Pitanga Doce said...

É uma delícia viajar contigo, menina. Esse pão de centeio(?) com cream cheese...

beijos pitangueiros

Joaninha Bacana said...

Oi meninas :-)
obrigada por passarem por aqui :-)
Silvinha, naaaaaaao, nao enjoei de peixe nao :-D Sabe que, com a idade (oh meus sais!) tô gostando mais de peixe do que de carne? Apesar que, sim, uma boa picanha é insubstituível, hehehe.
Beijocas pra vocês, Angie

Taia Assunção said...

Bela viagem...sabe que as jubartes dão as caras no litoral do extremo Sul da Bahia entre julho e novembro? Ainda não demos de cara com elas...ainda bem...rsrsrsrs. Esse lance da cooperação quando avistam um animal funciona para os Safaris aqui na África também. Beijocas e obrigada por participar da brincadeira lá no blog.

Márcia Cobar said...

Ah Angie, que peninha vcs não terem visto as baleias. Eu tive a sorte de ver uma no Canal Beagle, como é grandiosa!
Vamos por partes:
1. belas as fotos.
2. acho que o hot dog do sul deve ser melhor que qualquer par europeu
3. fiquei com água na boca com este bolo de chocolate!
4. adorei seu comment sobre o protocolo estranho! Vc é muito querida!
Bjs
Márcia