Saturday, December 14, 2013

Coréia do Sul: dia 2 - Vila Hanok de Bukchon

Uma das partes da cidade que eu estava curiosa por conhecer era a vila hanok de Bukchon (que foi parte do cenário do file 3-Iron, do diretor coreano Kim Ki-duk - adoro esse filme assim como Spring, Summer, Fall, Winter... and Spring).

Hanok sao as casas tradicionais coreanas. Elas nao usam pregos na construcao, e seguem o princípio do lego - uma parte encaixa na outra para construí-las. A vila hanok de Bukchon é uma área onde essas casas tradicionais foram preservadas, e mostra uma área urbana com o mesmo princípio de construcao que há 600 anos atrás.

A vila hanok de Bukchon fica há 5 minutos de distância do castelo Changdeokgung. Nossa primeira parada foi no Centro Cultural de Bukchon (37 Gyedong-gil) para pegar um mapa. O mapa mostra um roteiro com as ruas mais interessantes e oito pontos com as melhores vistas na vila de Bukchon.

Caminhando pela rua em direcao ao Centro Cultural

 Será que ele está miando em coreano? :-)

 Depois de pegar o mapa, fomos em direcao aos oito pontos com as melhores vistas. Cada um deles é marcado por uma placa no chao: photo spot :-)

O primeiro ponto é a vista do castelo de Changdeokgung

Continuando a caminhada...

... avistamos as primeiras casa hanok (com seus telhados curvados e as pedras incrustradas na fachada).

Por toda a parte, avisos para nao fazer barulho: a vila de Bukchon é turística, mas uma zona residencial.

Um casarao numa colina

Casa do pintor Go Hui-dong. A casa estava aberta para visitacao, entao decidimos entrar.

Tirando os sapatos na entrada, pudemos visitar a casa por dentro. Esse era o atelier do pintor.

E o quarto/sala de estar.

Caligrafias e pinturas

Continuando o passeio, e do alto de uma colina, avistamos os típicos telhados com curvas na ponta

Em uma das casas, abobrinha cortada em fatias e colocada ao ar livre para secar :-)

 A vila é toda cheia de altos e baixos :-) Enquanto namorido já estava no alto, eu ainda estava no meio do caminho :-)

As típicas casas hanok - de lado...

 ... e de frente.

A fachada delas...

... forma uma espécie de desenho feito com pedras e tijolos.

 O detalhe bem de pertinho

As janelas. Antigamente elas cobertas com um papel de arroz bem fininho, que deixava a luz entrar mas nao o vento

As portas eram também muito bonitas, bem trabalhadas e...

... cheias de detalhes.

Na entrada da porta, uma espécie de móbile pendurado. No dia seguinte perguntei para a minha guia qual era o significado, e ela disse que era para afastar os maus espíritos da moradia.

Talvez por termos ido num domingo, as ruas mais turísticas da vila estavam lotadas. Muuuuita gente! E que barulheira! Nao era a toa que por toda a parte havia avisos de silêncio - que, pelo jeito, o pessoal simplesmente ignora!

Vários turistas tirando fotos, e fazendo perguntas...

 ... para as guias turísticas estilo cowboy :-)

No chao, uma tampa de bueiro: sim, estamos em Seoul :-)


Depois do passeio, voltamos para o hotel. Como já estava tarde, decidimos pular o almoco e ir jantar cedo - nosso primeiro churrasco coreano :-)

Ao invés de almoco, um pequeno lanche: batata frita de pacote...

 ... e um cheese cake da 'The Cofffee Bean' (cadeia americana de cafés, e um dos lugares sempre cheios do ladinho do hotel).

Aliás, isso foi algo que me admirou: eu achei que nos países asiáticos a bebida tradicional é o chá, mas na Coréio do Sul tanto o chá quanto o café sao bem populares - e bem caros! Na média, um café ou chá custam 5 euros!!!

3 comments:

Anonymous said...

Como este Bugogi demora...
Eu acho que o café foi caro pois vocês estavam num bairro chique amiga!
Acho que é o preco de SP na rede Fran´s Cafe.

Beijos
Z,M&Co.exp

Sonja said...

Oh so pretty those houses! Love the details on the doors. xox, Sonja

B. said...

Simplesmente adorei! Ainda vou conhecer Seoul.